O café é uma das bebidas mais consumidas no planeta. É cultivado em mais de 70 países, tendo Brasil, Colômbia, Vietnã e Etiópia como os dois principais produtores mundiais. O consumidor habitual de café consome em média três xícaras por dia. Ao contrário do que se possa pensar, o café contém vitaminas e minerais, compostos antioxidantes que são particularmente benéficos para a saúde e difunde uma sensação de bem-estar no corpo. Sem contar os extraordinários resultados psicológicos, desde a sensação de prazer que ele provoca até o convívio social que proporciona. Maryland Decor fez uma seleção dos elementos que compõem um bom café. Confira agora.
Centenas de tipos entre os dois mais famosos
Existem cerca de 124 espécies de cafés no mundo, mas o Arábica e o Robusta (Conilon, no Brasil) são os mais populares.
O Arábica se distingue por sua doçura e aromas mais ou menos frutados, enquanto o Robusta se caracteriza por seu poder e amargor. Sensível ao calor e à geada, o Arábica cresce à sombra de árvores com folhas grandes como as bananeiras. Entre os destaques estão o Blue Mountain, da Jamaica, um dos cafés mais caros do mundo, além das mokas da Etiópia com aromas florais e os maragogypes, da Guatemala e do México, uma variedade que dá grãos muito grandes. Sem esquecer o Matagalpa, da Nicarágua, suave e apetitoso.
Mais rico em cafeína, o Robusta é caracterizado por seu amargor. Ao contrário do arábica, é cultivado nas planícies a partir de uma altitude de 300 metros e resiste melhor ao calor e ao sol. É um café encorpado, perfeito para um despertar revigorante. Rico em óleo de café, o Robusta oferece sua típica espuma de café expresso.
Cuidados necessários para o armazenamento
Um grão de café será oxidado em 15 dias e um café moído em 5 dias. Para promover a preservação, o café deve ser armazenado em embalagem hermética e na geladeira. O equipamento para os diferentes métodos de preparação deve estar sempre limpo e bem conservado.
A qualidade da água é fundamental
Se duas em cada dez vezes, quando um café não está bom, pode ser por causa da qualidade do café. Porém, oito em cada dez vezes, é por causa da água: muito clorada, muito ozonizada e acima de tudo, com muito calcário. Nada como a boa água mineral para fazer um bom café.
De olho na temperatura da água
A água nunca deve ferver, exceto para o método de preparação denominado “turco”, onde o café deve ser fervido 3 vezes. A temperatura correta está entre 88° e 92° para o Expresso e 88° a 95° para outras preparações.
Barista: autoridade no assunto
Barista é hoje a palavra utilizada para designar aquele que se especializou na preparação de café Expresso e bebidas à base de café, mas também adquiriu conhecimento sobre café, uma espécie de “sommelier de café “. O barista zela pela preparação dos café Expresso e pelas suas receitas pessoais. Ele controla cada elemento (qualidade, moagem, dosagem, água, temperatura, tempo de extração, manutenção do equipamento) com a atenção necessária e uma boa dose de paixão, a serviço de uma xícara perfeita. Ele adapta seu serviço e conselho ao gosto do cliente.
Agora que você já sabe um pouco mais sobre café, aproveite os acessórios para o cafezinho que a Maryland Decor tem para fazer o seu café da manhã e o café da tarde muito mais especiais. Combinado? A gente se encontra lá!

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Carrinho